terça-feira, 8 de setembro de 2009

costas


ancorar nas tuas costas
desaguar do amor sem volta
boca que não me fala
ar que me sopra
em direção ao mundo
sem rota

Nenhum comentário: