quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

PAISAGEM SUÍÇA

o silêncio da Suíça
corta a superfície do poema
como se fossem paisagem
os cães se movem
as crianças não morrem
a pele clara de Zurique
dá a entender
que o resto do mundo
é mentira

Nenhum comentário: