terça-feira, 10 de março de 2015

FLOR ABERTA


abro a flor na página
nenhuma palavra angustiada
a pétala se esquece de ser cor
parece a flor inteira sem perfume
deixa no ar o que queremos ver
sem usar os olhos


Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...