quarta-feira, 25 de março de 2015

MARINHA II


cavalos marinhos

pisotearam os meus sonhos

eram de sal

repletos de culpas

nunca alcançaram o chão

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...