quinta-feira, 23 de maio de 2013

ABORRECIMENTOS

o mundo tem me aborrecido fácil
talvez eu deva cortar os cabelos
entre as alamedas sob o sol
misturado às folhas
parecerei agasalhado
minhas asas sob o terno
empurrando meu pulmão
contra as palavras
todas elas inúteis
como os aborrecimentos
que guardo nos bolsos
palavras aborrecimentos
as sombras dos pássaros
sobre a minha cabeça
tudo ao meu redor
parece uma grande brincadeira
mas só me permitem ser criança
se eu for morar num hospício
prefiro fingir que sou adulto
criando meu hospício de palavras

Nenhum comentário: