segunda-feira, 13 de maio de 2013

DIA DAS MÃES DOUS

lembro bem
quando perdi os braços
estava num ventre
era escuro e quente
como sangue
urina e gente
algumas mães enfileiradas
esperam meus cumprimentos
meneio a cabeça
e ela desaba
massa encefálica e flores
se misturam
as mães recolhem a
massa encefálica
e a esconde sob os tapetes
separam as flores
entendem apesar do sangue
que é uma espécie de carinho

Nenhum comentário: