terça-feira, 21 de maio de 2013

PUNHAL

o amor
não teme o coração
porque antes do coração
há o peito
antes do peito
há um punhal
e o punhal sabe
que o sangue do amor
não tem cor
e solene enche
o campo cavernoso
da dor

Nenhum comentário: