sexta-feira, 20 de abril de 2012

ABERTURAS

acho que o meu sapato
está abrindo na frente
sinto um vento forte
no dedão do pé
acho que a minha cabeça
também está aberta
sinto um vento no cérebro
talvez por este motivo
eu esteja escrevendo isso
as flores sentem o vento
abrindo os seus botões
se é que o vento sabe
o que é uma flor
o poema sabe
quando a página
começa a abri-lo
se é que se pode
chamar isso de um poema

Nenhum comentário: