segunda-feira, 2 de abril de 2012

A POESIA FÁCIL

minha poesia é fácil
dá pra qualquer um
se quiser um orifício
eu faço
se quiser um falo
empalo
para quem tem palavra
tudo fica mais fácil
tudo no silêncio
fica mais difícil
espalho meu
corpo esplêndido
e o empalho
em silêncio

Nenhum comentário:

RUA BENFICA

  o mais antigo numa casa antiga é o silêncio divide o corredor com o tempo ambos trôpegos quase abraçados espalham grossas pa...