terça-feira, 3 de setembro de 2013

FALEMOS

falemos do mundo
da vida
falemos de mim
de alguém fora de mim
mas perto
de alguém dentro de mim
mas longe
falemos do que nos mantém atentos
dos adendos pendurados nas palavras
falemos sem marcar a boca
sem deixar o ruído
desmanchar o centro
poucos entendem
a caligrafia que o poema
tem por dentro
mesmo assim precisamos
continuar falando

Nenhum comentário: