quarta-feira, 11 de setembro de 2013

SENTIDOS

para que olhar
se a escuridão é ar
para que ouvir
se o silêncio é o melhor lugar
para que tocar
se nunca vai estar
para que comer
se não há o que digerir
a poesia não precisa de sentidos

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...