quinta-feira, 14 de abril de 2011

SOTERRADO

invento namoradas
e elas
como se beijassem
ao mesmo tempo em que
a terra me cobre com esse
outro beijo
que me apaga
e me conduz ao silêncio
que nunca acaba

Nenhum comentário: