segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

ÁGUA SUSPENSA

nem tudo que adentra é presa
mesmo esfacelado o lado claro da poesia me recria
nem toda água é suspensa quando se espia
o lago mostra ao olho o que se perde imóvel
então escorra igual palavra cujo leito é a poesia

Nenhum comentário: