sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

DESTERRO

regresso
como se o tempo permitisse
esse desaforo
levo pra casa
e encontro nem o alicerce
o terreno pendurado nas garras do tempo
se eu fosse pequenino seria um terremoto
sou apenas um sopro
sem o vento

Nenhum comentário: