quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

VISÃO DO TELEFÉRICO


se a culpa fosse um gigante
passearia num teleférico
usaria as tripas como cabos
e a alma pontiaguda
forrada no fundo do abismo
assistiria à queda

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...