sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

ELEFANTES

quem alcançou o fim do mar
soube a dor
quem depositou o peso
sobre o poema e o abandonou
quem deixou a cor arder
mesmo apagada
quem pisou sem ver
quem viu e voou
quem soube caminhar
e não chegou
quem respirou o ar que acabou
quem soube retirar a pele
antes do corte
quem descobriu ser desnecessário
ser forte
quem se juntou aos fracos
quem inventou abraços
quem enxergou árvores no escuro
quem soube do futuro
quem não leu
quem não escreveu
ocupou o espaço dos elefantes

Nenhum comentário: