quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

CACIMBA

espalhava o meu olhar
rio acima rio abaixo
a vida criou paredes
ao redor do rio
hoje vivo numa cacimba
espalho olhar aos poucos
debalde

Nenhum comentário: