quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

PURGATÓRIO


no purgatório sou o chão
no inferno provisório sou o céu
impossível de ser alcançado
finjo que é um vôo
essa queda no abismo
finjo que é um homem
o corpo que esperam alado
deixo que me sangue
que me juntem os pedaços

Nenhum comentário: