sexta-feira, 2 de março de 2012

VERSO FRATURADO

um verso fraturado
expõe o poeta ao acaso
seu nervo sem o couro colado
lembra um pulso sangrando
mesmo sem estar cortado
um verso fraturado
não tem culpa
de atravessar mancando a página
confunde a raiz ao demonstrar o tronco

Nenhum comentário:

RUA BENFICA

  o mais antigo numa casa antiga é o silêncio divide o corredor com o tempo ambos trôpegos quase abraçados espalham grossas pa...