sexta-feira, 28 de junho de 2013

CRESCIMENTO

quando eu crescer
não vou ficar do meu tamanho
vou ficar do tamanho do estranho
que mora em mim e desconheço
serei mais estranho
do que eu mesmo
enquanto cresço

Nenhum comentário:

RUA BENFICA

  o mais antigo numa casa antiga é o silêncio divide o corredor com o tempo ambos trôpegos quase abraçados espalham grossas pa...