terça-feira, 4 de junho de 2013

RIGOR MORTIS

um poema não morre
seu corpo inerte
sob o olhar entristecido
é apenas a melhor maneira
de mostrar nunca ter existido

Nenhum comentário: