sexta-feira, 14 de junho de 2013

PORTOS

diante do aeroporto
não me importo
se os aviões vão pousar
não me importo
para onde vão os trens
de onde os carros vêm
onde os homens estão
para que servem os compartimentos
onde ficamos guardados
depois dessa vida
não me importo
se os navios não afundam
quando estamos caminhando sobre as águas
não me importo
com as portas
que se abrem quando não precisamos
não me importo
com os pés que nos carregam
para um lugar
que nunca pensamos
não me importo
se no final todos morrem
ter para onde ir
é o que menos importa

Nenhum comentário: