quarta-feira, 9 de outubro de 2013

ENTRE AS PALAVRAS

o homem mudo
abre a página
com um parágrafo
o que vem depois
não é com ele
nem sempre
após o silêncio
há palavra
nem sempre
há silêncio
entre as palavras
o homem mudo
pronuncia com seu corpo
uma ausência
parecida com o silêncio

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...