terça-feira, 8 de outubro de 2013

VERTEDOURO

as palavras escorrem
pelo canto da minha boca
se fossem de água
eu as enxugaria
se fossem de carne
eu as comeria
se fossem de ar
eu as sopraria
mas apenas escorrem
e formam essa margem
ao lado da minha boca
como se eu falasse

Nenhum comentário: