terça-feira, 1 de abril de 2014

MINHA PELE

minha pele lava
o assoalho do mar
minha pele pendurada
após tantos anos
carne seca sonhando com um sangue
que nunca mais vai voltar
minha pele estava distraída
quando o mar invadiu
eu não estava em casa
nem sei quando a minha pele fugiu


Nenhum comentário:

BEIRA DO LUGAR

vou aonde me cabe onde me sobra aonde me cobra estar por fora vou aonde me acende onde me entende onde me aguarda estar ausente vou aonde me...