quarta-feira, 23 de abril de 2014

UMA NUVEM

uma nuvem de angústia
sobrevoa a minha cabeça
meu poro é largo
a angústia fina fica frouxa
eu caminho e ela cai por aí
igual a minha cabeça
mais frouxa que o mundo
não se encaixa
e a cada passo a cabeça e a angústia
desabam pelo caminho
e se misturam


Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...