segunda-feira, 23 de maio de 2011

FALESIANA

afogado nas costas que o mar perdeu
mãos erguidas em falésias
acenando para o mundo raivoso
meu corpo preenche as palavras
por mais que eu me movimente
não consigo o entendimento

Nenhum comentário: