terça-feira, 31 de maio de 2011

ASAS INTERNAS

não sinto motivos para levantar
muito menos para permanecer deitado
minhas asas são internas
vôo sem precisar do corpo
minhas quedas são constantes
sou alvejado pelos meus sonhos
as palavras são minhas penas

Nenhum comentário: