quarta-feira, 25 de maio de 2011

INTERRUPTORES

a lâmpada solitária no escuro
assim a poesia
no escuro da página
parece branca a espera da luz
parece claro no outro
a luz que não vem
nem toda energia
se parece com o dia
claridade se empalha também

Nenhum comentário: