segunda-feira, 6 de junho de 2011

ATO SOLITÁRIO

papai fode mamãe no quarto ao lado
na sala meus irmãos
brigam pelo último pedaço de pão
eu brigo com as palavras
procuro tornar um poema
parecido com as estrelas
mas a vida insiste em escondê-las
sob a pele dos meus pais
sob a fome dos meus irmãos
sob esta página
que insiste em me dizer não

Nenhum comentário:

AQUELES DIAS DE DESESPERO

  tem dias que bate um desespero uma vontade de arrancar os cabelos até os pentelhos vontade de correr nua pelas ruas ampliar o co...