quinta-feira, 16 de junho de 2011

REVOADA DE AUSÊNCIAS

o pássaro que era meu
me pensou o ar
voou para dentro
de outro lugar
cantou minha presença
ninguém ouviu
bateu as asas da ausência
e partiu

Nenhum comentário: