segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

O POEMA ENGAVETADO

o poema guardado na gaveta
junto com as meias
não sabe que pés vão calçar
traças um caminho
sem saber dos teus passos
baratas são as buscas
que não levam a nada
o poema guardado na gaveta é um equivoco
um papel repousado na gaveta
juntamente com as meias

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...