segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

SONDA

entre o final da coxa do rio e a sonda
encontrei o meu corpo
a água virada igual a pagina
o refluxo suportável
não atingiu a palavra
agora mesmo fui e nem toquei o fim
nem me toquei
meu corpo no final da coxa
sondado por um absurdo silêncio
espalha em gotas
estas palavras mofas

Nenhum comentário:

BEIRA DO LUGAR

vou aonde me cabe onde me sobra aonde me cobra estar por fora vou aonde me acende onde me entende onde me aguarda estar ausente vou aonde me...