quarta-feira, 12 de março de 2014

GRAVIDADE

a gravidade puxa a poesia para o chão
esse cheiro de terra não é por acaso
nem esse pensamento raso
pisamos o que sentimos
a vida fica mais poética
quando somos enterrados


Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...