quinta-feira, 6 de março de 2014

A PALAVRA BÊBADA

sem remédio
a palavra insiste em permanecer agarrada ao corpo
doente como uma noite sem escuridão
bêbada de luz
acende sonhos ao tropeçar

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...