segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

ANO NOVO


o calendário
não altera a paisagem
a árvore é a mesma
a rua e sua curva
as pessoas caem como as folhas
depois retornam com a enxurrada
o calendário
não altera o dia
a dor a angústia a agonia
ficam arquivadas
nos bolsos das horas
talvez não saiam nunca
talvez apareçam agora

Nenhum comentário: