quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

INTESTINADO

o mundo me intestina
e me empurra
ao fim do túnel
absorve as minhas coisas boas
expele as minhas coisas ruins
não sei que corpo é esse
que toma conta de mim
nem sei se ele quer meu fim

Nenhum comentário: