sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

PARTIDA

abro parênteses
ficam esperando
abri sorrisos e nada esperaram
pensam que são minhas essas palavras
pensam que é meu esse sorriso
se não estão dentro de mim
não são mais meus
corto em silêncio as amarras
parto

Nenhum comentário: