sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

QUANDO RECUPERAR MINHA CABEÇA

voltarei a sonhar
quando recuperar minha cabeça
eu a deixei na porta
em alguma estrada morta
não bastassem os automóveis
passando por cima
a terra não se move
diante da rima
quando recuperar minha cabeça
navegarei em sonhos
rio acima

Nenhum comentário:

RUA BENFICA

  o mais antigo numa casa antiga é o silêncio divide o corredor com o tempo ambos trôpegos quase abraçados espalham grossas pa...