segunda-feira, 31 de outubro de 2011

MANEIRA DE ENXERGAR O MUNDO

minha maneira de enxergar o mundo
não uso os olhos
tenho pouco tato
pareço um morto estupefato
respiro desatento
o que sinto é puro
vento
desmanchando os cabelos
do intestino
grosso modo de enxergar o mundo
não uso os outros
tenho poucos traços
pareço um cadáver absorto
inspiro lento
o que vejo é um furo
desalento
desmanchando os pelos
do intestino
delgado

Nenhum comentário: