terça-feira, 11 de outubro de 2011

A PARTE FLÁCIDA DO SONHO

aos que carregam o meu corpo
recomendo deixar o amor guardado
entre o que entendo e o plástico
e o resto deixe solto
até porque não haverá
onde guardar
as partes flácidas do sonho
cobrirão onde eu deitar

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...