sexta-feira, 7 de outubro de 2011

O QUE FIZERAM DOS MEUS SONHOS

depois do que fizeram com meus sonhos
restou-me a poesia
mas ninguém dá importância à poesia
a consideram uma atividade supérflua
desnecessária
mesmo quando encanta
ou quando machuca
é tão pobre que se utiliza de palavras
mas um sonho é mais complexo
requer cabeça e rumo
justamente o que me retiraram
por isso fiz da poesia a minha cabeça
fiz das palavras o meu rumo

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...