terça-feira, 11 de outubro de 2011

PAPOULAS

a papoula estagnada
interrompendo a cerca
imune ao vento
o pólen misturado ao silêncio
como uma primavera sem cor
o verde ao fundo
parecendo o grito
de um homem que acabou

Nenhum comentário: