terça-feira, 11 de outubro de 2011

PARA ENTENDER O DESERTO

quem entende de deserto
entende de miragem
quem entende de tristeza
entende de coragem
sempre pensei que era miragem
esse deserto
minha lágrima um oásis
que não mata a minha sede
eu não entendo de desertos
eu não entendo de tristezas
minha coragem
tornou o mundo uma miragem

Nenhum comentário: