sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

A EXATIDÃO DAS COISAS

não adianta imaginar
tudo continua
no mesmo lugar
a pedra e a perda
provocam o mesmo estrago
ao serem mastigadas
ou jogadas a esmo
a janela ou os dentes fragmentam-se
depois o sorriso fica o mesmo

Nenhum comentário: