sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

AVENCAS

minha incapacidade de morrer
torna qualquer flor possível
perceba a manhã que exala da minha fala
mesmo fraca
transforma o espaço em algo
parecido com avencas

Nenhum comentário: