quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

SOB O SOL


sob o sol
sobre a grama
se pudessem ver meu coração agora
entenderiam porque meu corpo está do lado de fora
talvez enxergassem o mundo onde me perco
um mundo onde a poesia
não combina com a literatura

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...