quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

DEZ BOCAS

se dez bocas eu tivesse
por nenhuma delas eu sorriria
também não as tornaria poço
onde se joga comida
ou permitiria beijos insossos
ou sopros de vida
se dez bocas eu tivesse
por nenhuma delas eu falaria
guardaria as palavras
onde a garganta se perde do dia

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...