quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

AO QUE VEJO

faz parte dos meus olhos
não me sentir sozinho
o outro pendurado
do meu lado de fora
embora sem o meu coração
sem a minha pele
o outro agarrado ao mundo
que procuro fora de mim
faz parte dos meus olhos
pensar que enxergo tudo
pensar que dividir o que penso
me transforme em muitos

Nenhum comentário:

PELAS RUAS DE SÍTIO NOVO

caminhamos tranquilos pelas ruas de Sitio Novo o córrego e eu entendemos de sigilo escorremos nossos segredos pelo meio-fio até que o sol de...