quinta-feira, 21 de julho de 2011

CARTA AOS RUMINANTES

nunca comi capim
acredito que alguém já comeu
por extrema necessidade
ou nenhuma
já bordei estrelas no escuro
já mordi o silêncio
quando fui atacado por ele
nunca vomitei o que sou
porém todo dia
alguém põe o dedo na minha garganta
isso explica as marcas de unhas
nas minhas palavras
embora eu nunca tenha escrito pra ninguém
por certo
o vazio da página se distraiu

Nenhum comentário: